côco: a distância entre o sonho e a realidade1
YouCine logo
YouCine
Edit Template

côco: a distância entre o sonho e a realidade


Warning: Undefined array key "titleWrapper" in /www/wwwroot/youcine.io/wp-content/plugins/seo-by-rank-math/includes/modules/schema/blocks/toc/class-block-toc.php on line 103

Sinopse da história do côco: A história de Miguel, um garoto que adora música, e Hector, um músico em decadência, que embarca em uma aventura maravilhosa em um mundo colorido e misterioso. Está se aproximando o Dia dos Mortos, no qual os espíritos de parentes falecidos podem retornar ao mundo atual para se reunir aos vivos com a ajuda de uma fotografia colocada no altar.

Em um acidente, Miguel viajou para a terra dos mortos e decide procurar o falecido Dracus, o deus da música, pois ele provavelmente é seu avô. Ao longo do caminho, Miguel encontra o músico oprimido Ector e, aos poucos, descobre o segredo há muito escondido de Drakus.

O YouCine oferece streaming de alta qualidade, permitindo que você assista a filmes em qualidade HD em casa ou no seu dispositivo móvel. Isso significa que você pode desfrutar de uma imagem nítida e excelentes efeitos de áudio.

côco

Côco: Sonhos e arrependimentos

O “sonho” em Côco não é apenas o sonho musical no coração de Miguel, mas também o sonho de uma vida além da realidade.

É fácil cair na armadilha da “caça aos sonhos”, mas os personagens característicos e o enredo dinâmico, natural e inovador desse filme o diferenciam dos filmes de aventura animados comuns, tornando-o uma obra-prima altamente cotada que combina diversão infantil, família, comédia e crescimento.

No início do filme, Miguel tem uma grande briga com sua família por causa de uma diferença de opinião: a família de Miguel é sapateira há gerações, e “não tocar na música” é um lema inabalável da família. Miguel, no entanto, adora música, tocando secretamente no sótão com seu violão e ouvindo os músicos na praça.

O filme de côco é dominado pelos desentendimentos de Miguel com sua família. Com sua avó no mundo real e sua tataravó na terra dos mortos, todas igualmente endurecidas em sua rejeição à música, Miguel se vê diante de uma escolha entre seus sonhos e sua família. Ele precisa da bênção de sua família para voltar ao mundo real, uma metáfora da necessidade de os sonhos de uma criança serem apoiados e abençoados por sua família, ou então o sonho no mundo real não estará mais completo.

côco

O filme côco não faz uma declaração definitiva sobre as atitudes de Miguel e sua família, mas analisa dialeticamente a relação entre os dois, em um esforço para abolir seu antagonismo.

A vida familiar é calorosa e bela, mas não se pode perder os sonhos; perseguir sonhos é o sentido da vida, mas não sem o apoio da família. Não há final mais feliz do que quando todos os mal-entendidos são esclarecidos e Miguel começa sua vida de perseguidor de sonhos com um sonho abençoado por sua família.

Dilema e realidade

Miguel quer ser músico, e Drakus, o deus da música, é seu ídolo, mas sua família o proíbe de tocar música há gerações, pois o tataravô de Milo deixou a família por nunca ter voltado de perseguir seu sonho de se tornar músico, e a família de Miguel é sapateira há gerações, e o lema da família de “não tocar música” permanece inabalável.

Mas Miguel adora música, tocando-a secretamente no sótão com seu violão e ouvindo os músicos na praça. O filme de côcocôco se concentra nas diferenças entre Miguel e sua família, com sua avó no mundo real e sua tataravó na terra dos mortos, todas rejeitando a música da mesma forma, e Miguel se vê diante de uma decisão a tomar entre seu sonho e sua família.

côco

Ele precisa da bênção da família para poder voltar ao mundo real, o que metaforicamente sugere que o sonho de uma criança precisa ser apoiado e abençoado pela família, caso contrário, o sonho no mundo real não estará mais completo.

Paixão e persistência

Miguel, o protagonista do filme côco, dedica-se à busca pela música, mas é constantemente impedido por sua família, mas não desiste. O tataravô de Miguel, que também gostava de música, abandonou a esposa e as filhas para perseguir seu sonho e deixou a casa da família sem pensar duas vezes, o que fez com que a música fosse considerada um animal feroz na família de Miguel. Sua tataravó estabeleceu como lema familiar não tocar em música, e a foto de seu tataravô nunca apareceu no altar da família.

Para Miguel, no entanto, a música era tão fascinante que ele teve que fazer seu próprio violão sem o conhecimento da família e construir sua própria sala de música secreta, onde idolatrava o deus da música, Draculas, e aprendeu sozinho a tocar suas apresentações silenciosamente no sótão. Miguel sempre teve uma paixão pela música e fantasia que um dia poderá fazer sucesso e realizar seus sonhos musicais.

côco

No entanto, o ideal sempre se desvia da realidade, e Miguel tem que lutar com sua família repetidas vezes pelo sonho da música em seu coração. Ele quer tocar violão, mas foi impedido várias vezes, uma vez que encontrou uma pessoa gentil na praça que lhe emprestou um violão, mas foi impedido por sua avó.

Em outra ocasião, quando Miguel tenta tocar seu violão caseiro na frente da família, sua avó quebra o instrumento, que ele estava preparando para uma competição. Irritado, Miguel derruba o altar onde estão guardadas as fotografias da família e sai de casa. Mais tarde, para ter um violão para participar da competição, Miguel leva embora o violão guardado na tumba do Deus da Canção e, assim, entra no mundo dos mortos-vivos por engano.

O sonho de Miguel de retornar à Terra somente com a bênção de sua família está mais uma vez em perigo e, quando sua tataravó tenta chantageá-lo para que desista de sua música como condição para enviá-lo de volta à Terra, Miguel se rebela mais uma vez.

côco

Ele confunde o Deus da Canção com seu tataravô desaparecido e tenta obter seu apoio para encontrar uma saída para seus próprios sonhos. Durante sua busca pelo Deus da Canção, ele gradualmente descobre a verdade sobre o que aconteceu naquela época e descobre que Ector é a família que ele está procurando e que Draculas foi quem envenenou seu tataravô. Por fim, Miguel retorna ao mundo real após suas dificuldades, e sua família finalmente começa a entender e reconhecer seu sonho.

Memórias e esquecimento

O filme de côco subverte o significado tradicional da morte, no sentido de que a saída do mundo humano não significa o fim de toda a vida, mas o início da vida de atividades de memória, e que a única morte real é quando o indivíduo é esquecido por todas as pessoas do mundo real, quando todas as lembranças dele são extintas e quando ele pega fogo no mundo dos mortos-vivos, como acontece com Porky Pig no filme.

O filme côco define a morte como sendo esquecida pelas pessoas que você ama, quando as lembranças se dissipam, os traços da existência do indivíduo desaparecem e o significado e o valor que ele trouxe ao mundo não são mais encontrados. Portanto, o que as pessoas temem não é que a morte vá embora, mas que sejam completamente esquecidas; quando a memória se desgasta, é como se elas nunca tivessem estado neste mundo.

côco

No filme, a resistência à morte não deixa de ter uma solução: a essência da resistência ao esquecimento é o amor, e a encarnação mais íntima do amor é a memória, que transcende o tempo e o espaço e guia a vida e a morte. Portanto, com a memória, os mortos recebem outra forma de vida.

Diante do amor, a morte definitiva não pode fazer nada pelos mortos. A causa da morte definitiva é que os mortos são esquecidos por seus amados no mundo real. O esquecimento em si pode não ser tão terrível, mas quando é usado como substituto para o desamor, ele atinge a insegurança no coração humano, porque esse desamor significa que o compromisso emocional de alguém não recebeu uma resposta que possa resistir à erosão do tempo.

Não é a irreversibilidade da morte final que assusta Hector no filme côco, mas o fato de que ele ama tanto sua filha, Coco, que não consegue aceitar que ela tenha esquecido seu amor por ele. Ser esquecido por quem você ama é a punição mais cruel para uma alma que deseja ser amada. O esquecimento representa a dissipação das emoções, cortando o vínculo entre o mundo dos mortos-vivos e o mundo real, enquanto não ser esquecido é a mágica que desbloqueia a maldição da morte definitiva.

côco

Por meio da interpretação alternativa de “memória” e “esquecimento”, o filme explora a existência da vida em um nível filosófico, refletindo o sentimento humanístico e o poder emocional do filme.

A memória não é apenas o registro do crescimento de um indivíduo e o alicerce da autoconsciência, mas também é testemunha de outras pessoas, testemunhando que elas realmente existiram neste mundo. A memória da época, a memória familiar e a memória individual são partes importantes da memória, e cada tipo de memória tem sua própria forma de expressão.

Ector se esforça para enviar Miguel de volta ao mundo real a fim de colocar sua foto no altar, para que ele possa ir ao mundo real para ver seu filho, Coco, que está no crepúsculo e cujas lembranças do pai estão desaparecendo gradualmente à medida que ela se aproxima do fim da vida. Quando ela morre, suas memórias se dissipam, e Ector morre definitivamente na Terra dos Mortos. O filme ilustra a importância e o valor da memória humana nessa dimensão.

côco

A memória conecta o passado e o presente, mas o côco nega a “atemporalidade da memória” que tem sido celebrada em muitas obras literárias.

Deixe um comentário